O DEMÔNIO MUDO E O ESPÍRITO IMUNDO

1317494438_poussi15_www.nevsepic.com.ua

«Os meus olhos estão para o Senhor, pois Ele arrancará do laço os meus pés».

Eis o Introito da Missa de hoje, III Domingo da Quaresma. Em outro texto, oportunamente falou-se da relação entre Ofício e Missa e sua complementaridade. Novamente, aqui, temos o mesmo processo. As Matinas põem em destaque a figura de José do Egito, vendido pelos seus como escravo. Claramente aqui se vê a referência a Nosso Senhor, vendido por seu amigo pelo preço de um escravo. Continuar lendo

Anúncios

I ARTIGO: FÉ (PARTE 1 DE 4)

religion_02_temp-1364133048-514f04b8-620x348

Quando dizemos “Creio em Fulano”, queremos dizer que acreditamos no que ele diz, pois sua existência é óbvia. Nosso Credo se inicia com as palavras “Creio em Deus”, ou seja, no que Ele diz, pressupondo já que Ele existe. A existência de Deus é obrigatória, pois que é demonstrável pela razão (não é, pois, propriamente matéria de Fé). Começamos o Símbolo da Fé, portanto, professando “crer naquilo que Deus ensina”.

Continuar lendo

A TRANSFIGURAÇÃO OU UMA MENSAGEM AOS TRADICIONALISTAS

247

«Senhor, bom é estarmos aqui; se quiserdes, faremos aqui três tabernáculos, um para Ti, um para Moisés e outra para Elias».

O II Domingo da Quaresma tem por Evangelho a Transfiguração do Senhor. Esse fato, também comemorado em outra oportunidade no calendário (dia 6 de agosto), tem, sim, importância para os exercícios quaresmais. Enquanto o foco da festa do dia 6 é precisamente o fato em si, a manifestação da glória do Senhor, na Quaresma, por sua vez, o centro é a nossa conversão: transfigurar nossos corações impuros naquelas cândidas vestes batismais. Conversão essa que se dará, impreterivelmente, pela oração (simbolizada pela subida ao monte). Continuar lendo

A SITUAÇÃO DA TRADIÇÃO

12717591_1568803170076775_1428153380327590988_nO catolicismo já há alguns anos passa por uma terrível aridez espiritual. Os verdadeiros católicos não mais são chamados assim. Ao invés, são agora tradicionalistas.

São Pio X afirma:

«Os verdadeiros amigos do povo não são nem revolucionários, nem inovadores, mas tradicionalistas» (cf. Carta Apostólica Notre Charge Apostolique, 39).

Continuar lendo

SUFICIÊNCIA FORMAL E MATERIAL DA ESCRITURA

download

Texto original aqui.

Tradução por Karlos Guedes.

****************

 

Sola Scriptura: suficiência formal versus material

 

Há uma distinção muito crítica a qual os católicos devem sempre ter em mente quando se discute o tema da Sola Scriptura. Ela determina se a doutrina da Sola Scriptura é verdadeira ou não e consiste em suficiência “material” ou suficiência “formal” da Escritura. Continuar lendo