IX ARTIGO: COMUNHÃO (PARTE 2 DE 2)

Purgatorio

A Comunhão dos Santos é a finalidade e a razão da vida humana e pode ser definida como a participação dos membros da Igreja, pela íntima união que existe entre todos, nos bens espirituais, assim internos como externos, que lhe pertencem.

Chama-se Comunhão dos Santos porque os membros do Céu já estão na posse de Deus; os do Purgatório, a caminho dela; e os da Terra são santificados pelos Sacramentos e chamados à santidade. Continuar lendo

IX ARTIGO: A IGREJA DE CRISTO (PARTE 1 DE 2)

13989540_1102329463184238_1799985722_n

«Senhor Deus, firmemente creio e confesso tudo e só o que a Santa Igreja Católica propõe, porque, Deus, a ela revelastes, Vós que sois a Verdade e a Sabedoria que nunca falha e não pode falhar. Nesta Fé viverei e permanecerei até a morte».

Este é o ato de Fé que, juntamente com os atos de Esperança, Caridade e contrição, todo o católico deveria fazer diariamente. Nesta belíssima oração, Deus é chamado de Verdade. Na Sagrada Escritura, lemos que a Igreja, que é a casa de Deus, é coluna e sustentáculo da Verdade (cf. I Tm 3,15); Verdade esta que nos liberta (cf. Jo 8,32) e que é o próprio Jesus Nosso Senhor: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida” (Jo 14,6). É realmente através dessa única Igreja do Deus vivo (cf. I Tm 3,15) que todas e cada uma das verdades divinamente reveladas se mantêm inalteradas e vencem os tempos e as investidas das heresias no decurso dos séculos, pois “as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (cf. Mt 16,18) e assim todos possam, crendo nessas verdades, se salvar: Continuar lendo

VIII ARTIGO: ESPÍRITO SANTO

baf8249367913663a7d0ae5a835ad328

Este artigo nos ensina acerca da Terceira Pessoa da Santíssima Trindade: “Creio no Espírito Santo”. As verdades reveladas sobre o Espírito Santo já foram tratados em outro texto (aqui é possível ler um aprofundamento sobre a doutrina católica da Terceira Pessoa de Deus).

O Símbolo niceno-constantinopolitano: “Creio no Espírito Santo, Senhor que dá a vida, e procede do Pai e do Filho; e com o Pai e o Filho e adorado e glorificado: Ele que falou pelos Profetas”. É Deus, portanto: Continuar lendo

VII ARTIGO: PARUSIA

dies irae

Este artigo afirma que Nosso Senhor, que subiu aos Céus, de lá “há de vir a julgar os vivos e mortos”. Cremos que o mesmo Jesus Cristo, que subiu aos Céus e está à direita de Deus, virá novamente, dessa vez em glória e manifestamente (diferente de sua primeira vinda, como escravo e escondido), a fim de julgar todos os homens. Essa segunda vinda de Cristo chama-se Parusia.:

Porque, como o relâmpago parte do oriente e ilumina até o ocidente, assim será a volta do Filho do Homem. Onde houver um cadáver, aí se ajuntarão os abutres (Mt 24,28).

Continuar lendo

VI ARTIGO: SUBIDA AOS CÉUS E GLORIFICAÇÃO

Obereschach_Pfarrkirche_Fresko_Fugel_Christi_Himmelfahrt_crop

Após afirmar a Fé na Ressurreição de Nosso Senhor, a Igreja professa a Sua gloriosa Ascensão: “Subiu aos Céus; está sentado à direita de Deus Pai todo-poderoso”. Mas ela não se deu imediatamente após Seu surgimento dos infernos. Nosso Senhor passou ainda 40 dias antes de ascender para a direita do Pai. Continuar lendo