FILIOQUE

santc3adssima-trindade-4

Filioque é uma expressão latina que significa “e do Filho” e representa a doutrina que afirma a procedência do Espírito Santo do Pai «e do Filho». Assim, o Pai é o Princípio da Santíssima Trindade e dEle procede, por geração, o Filho. Do enlace entre o Pai e o Filho procede, por espiração, o Espírito Santo. O Pai e o Filho são o único princípio do Espírito Santo, que de Ambos procede.

Essa doutrina é combatida veementemente pelos ortodoxos. Eles, no auge da desonestidade, atribuem como maior motivo do cisma a incorporação desta doutrina “como uma novidade”. Entretanto, a definição do Filioque como dogma de Fé já ocorrera em 447 por São Leão Magno (Ep. Quam laudabiliter, Denz-H. 284), ratificado pelo XI Concílio de Toledo em 675 (cf. Denz. 277); o grande cisma do oriente, por sua vez, se deu formalmente apenas em 1054. Tal fato se deveu a questões políticas e à soberba do Patriarca de Constantinopla, Miguel Cerulário.

Três são os argumentos dos cismáticos sobre a processão do Espírito Santo que devem ser levados em consideração: Continuar lendo

SANTO ANSELMO E O FILIOQUE

filioque

Hoje, dia de Santo Anselmo, publicamos a tradução de um texto, baseado em seus ensinamentos, que defende a doutrina do Filioque.

Texto original aqui.

****************

 

Santo Anselmo contra os gregos

  

A questão da processão do Espírito Santo ainda é um pomo de discórdia entre o Oriente grego e o Ocidente latino. Historicamente os gregos ortodoxos têm negado a doutrina conhecida como Filioque (literalmente: «e do Filho»), a convicção cristã latina de que o Espírito Santo procede do Pai e do Filho, como expresso no credo Niceno-Constantinopolitano. Eles rejeitaram e continuam a rejeitar este ensinamento, declarando, em vez disso, que o Espírito Santo procede apenas do Pai. Não têm faltado à Igreja Santos e teólogos brilhantes defendendo a tradição latina. Neste ensaio examinaremos os argumentos de Santo Anselmo de Cantuária contra a posição grega e a favor da dupla processão do Espírito Santo. Falecido em 1109, Santo Anselmo, teólogo rigoroso e um dos mais importantes clérigos de sua época, é considerado um dos pais do movimento escolástico. Continuar lendo

I ARTIGO: TRINDADE (PARTE 3 DE 4)

Santíssima Trindade

A existência de Deus, Princípio e Fim de todas as coisas, é uma verdade demonstrável e possível de conhecer com certeza pela luz natural da razão humana, por meio das coisas criadas; a vida íntima de Deus, por outro lado, nunca poderia ser conhecida pela razão criada, mas apenas se manifestado por Ele mesmo.

A realidade dessa vida íntima, absurdamente inebriante e escondida em Deus, apenas poderia ser conhecida pela Revelação:

Ninguém jamais viu Deus. O Filho único, que está no seio do Pai, foi quem O revelou (Jo 1,18).

Continuar lendo