SACRAMENTO DA EUCARISTIA: RITUAL

sacrament3

Como já visto, a Eucaristia tem um duplo aspecto — de Sacramento e de Sacrifício — e por isso dois rituais poderiam ser tratados aqui: o rito da comunhão propriamente (referente ao Sacramento) e o rito da Missa (referente ao Sacrifício). O rito da Missa, como é sabido (e alvo de muitos textos neste site), sofreu enormes transformações na reforma realizada por Paulo VI. Não é o objetivo deste texto explorar essas mudanças. Passemos à estrutura da cerimônia da Missa (dividida em 5 partes [1]):

  1. Aspersão: o celebrante asperge os fiéis com água benta e pede a proteção divina contra o demônio ─ propriamente não faz parte da Missa.
  2. Antemissa: também chamada de Orações ao pé do Altar. É o momento em que se alegra na subida ao Altar (Calvário) e, consciente da gravidade do ato, se pede a Deus perdão pelas faltas.
  3. Missa dos catecúmenos: tem esse nome poque outrora aqueles que estavam se preparando para receber o Batismo apenas podiam assistir a até esse ponto da Missa. Fazem parte:
    • Antífona do Introito: enuncia o tema geral da Missa do dia (é variável);
    • Kyrie: implora-se o perdão da Santíssima Trindade;
    • Coleta: oração normalmente dirigida a Deus Pai pedindo as graças relacionadas com o mistério celebrado na Missa do dia (é variável);
    • Glória: canto angélico de louvor à Santíssima Trindade (não é dito em todas as Missas);
    • Epístola: leitura ordinariamente extraída das Cartas apostólicas, ricas em instruções e doutrina relacionadas com a Missa do dia (é variável);
    • Gradual: é um canto (normalmente uma parte dos Salmos) feito como meditação relacionada com a Epístola ou festa do dia (é variável);
    • Aleluia: é um canto (normalmente uma parte dos Salmos) feito como preparação ao Evangelho, relacionado com a festa do dia (é variável);
    • Tracto: substitui o Aleluia nos tempos penitenciais (é variável);
    • Sequência: canto poético realizado em grandes festas somente;

    • Evangelho: a leitura das palavras do próprio Cristo Senhor com as orações preparatórias antecedentes [2].
    • Credo: confissão resumida da Fé Católica (é dito nas Missas mais importantes).
  4. Missa dos fiéis: aqui começa propriamente o Sacrifício da Missa e no passado apenas os batizados poderiam estar presentes. Fazem parte:
    • Oremos: inicia aqui esta nova parte da Missa com o convite sobre os fiéis. Liturgistas afirmam que antes se iniciava aqui uma breve litania;
    • Antífona do Ofertório: normalmente de um Salmo, enuncia a intenção do Sacrifício que será oferecido com relação à festa celebrada (é variável);
    • Ofertório: momento da preparação da matéria do Sacrifício (pão e vinho). Essas orações são ditas em voz submissa, simbolizando que o mistério divino;
    • Secreta: oração feita sobre as oferendas já apresentadas a Deus. Normalmente rogam a aceitação do Sacrifício e os seus efeitos propiciatórios com relação à Missa do dia (é variável);
    • Prefácio: Oração que inicia o Cânon da Missa e tem relação com a festa celebrada (é variável);
    • Cânon: significa regra; é o momento soleníssimo da Missa, pois é dentro dele que se renova o Sacrifício do Calvário e se torna real a presença de Nosso Senhor sob as espécies sagradas;
    • Oração do Senhor: a Igreja repete a oração ensinada pelo próprio Esposo;
    • Fração do Pão: em que ocorre a mistura do Corpo e do Sangue de Cristo, simbolizando a ressurreição do Senhor;
    • Oração da paz: após o ato litúrgico simbólico da ressurreição, o sacerdote deseja aos ministros e fiéis o fruto dessa ressurreição: a paz;
    • Preparação para comunhão: orações para prepara próxima à comunhão do sacerdote;
    • Comunhão: participação mais perfeita no Sacrifício do Altar;
    • Antífona de Comunhão: também retirada dos Salmos, exprime o júbilo da alma unida a Deus pela comunhão, com relação com a festa celebrada (é variável);
    • Pós-comunhão: oração que pede os frutos sobrenaturais e temporais relacionados com o mistério celebrado na Missa do dia (é variável).
  5. Pós-Missa: tendo ocorrido o ofertório, o sacrifício e a comunhão da Vítima, finda-se a parte sacrifical e inicia-se os ritos para conclusão da Missa.
    • Despedida: é o diálogo Ite, Missa est (Ide, estais enviados), donde vem o nome Missa;
    • Bênção: uma das adições mais recente ao ordinário da Missa;
    • Último Evangelho: ordinariamente é o prólogo do Evangelho de São João, para mostrar a íntima relação entre a Encarnação e a Paixão no único mistério da Redenção vicária.
    • Orações após a Missa rezada: como sugere o nome, se diz apenas após as Missas rezadas: foram introduzidas pelo Papa Leão XIII depois modificadas pelo Papa Pio XI. constam da Ave Maria, Salve Rainha, oração pela Igreja, oração a São Miguel e uma jaculatória ao Sacratíssimo Coração.

*

Comunhão

A comunhão em si mesma compõe-se:

  • do ato de confissão: Confiteor e as absolvições como na Missa, a fim de que o fiel se reconheça pecador diante da Presença Divina, mas também confiando na misericórdia de Deus;
  • do ato de Fé: o celebrante mostra o Sagrada Espécie e repete as palavras do Precursor do Senhor, Ecce Agnus Dei… (Eis o Cordeiro de Deus). São respondidas  pelo fiel tomando inspiração na fala do centurião Domine, non sum dignus… (Senhor, eu não sou digno);
  • comunhão: é o ato propriamente dito de recepção de Nosso Senhor (a comunhão dentro da Missa termina aqui).
  • ação de graças: este rito está presente apenas na administração da comunhão fora da Missa e consiste em uma antífona e algumas breves jaculatórias como agradecimento pelo dom recebido.
  • finalização: também presente apenas na administração da comunhão fora da Missa e compreende a oração final e uma bênção ao fiel.

________________
Notas

[1] Mais detalhes podem ser lidos neste texto e neste outro. Os textos da Missa podem ser acompanhados aqui.

[2] A homilia, embora muito encorajada (até obrigatória nos domingos e festas de preceito), não faz parte da Missa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s