DOMINGO DA SEPTUAGÉSIMA

trabalhadores2bda2bvinhaHoje se inicia o Tempo da Septuagésima, um período em que a Igreja nos prepara para os árduos exercícios espirituais da Santa Quaresma. Hoje é o princípio do Ciclo da Páscoa.

A Igreja, durante este período, rememorará a obra da criação que é também exórdio da Redenção.

No Ofício de Matinas, recorda-se a criação do mundo; nas I Vésperas, a ordem dada por Deus:

Do madeiro que se encontra no meio do paraíso não deves comer; na hora que comeres, da Morte morrerás (Antífona do Magnificat de I Vésperas).

Deus, em Sua onisciência, já sabia da prevaricação de Adão; tudo estava sob Seu domínio onipotente. Ele, em Seu imenso Amor, ainda adverte a nosso primeiro pai de que morte morreria: não qualquer uma, mas da morte espiritual.

Na Missa, a Igreja, na Parábola dos trabalhadores da vinha, mostra-nos que Deus até o último momento está disposto a perdoar-nos nossos pecados e nos conceder Sua graça. Alguns não entendem esse Amor e retrucam:

Estes últimos trabalharam uma hora e os igualaste conosco que suportamos o peso e o calor do dia (Evangelho).

Deus, pacientemente, digna-Se explicar-Se:

Amigo, não te faço injustiça: não te ajustaste Comigo por um dinheiro? Toma o que é teu e vai-te: pois quero dar a este último tanto quanto a ti. Porventura não Me é lícito fazer do Meu o que quiser? Ou é invejoso o teu olho porque EU SOU Bom?” (Evangelho).

Na Parábola, “a vinha é a Igreja Universal, como ensina o Papa São Gregório Magno, que, desde o justo Abel até o último dos eleitos que deve nascer até ao fim do mundo, é como um vinhedo que não cessa de produzir ramos da verdadeira santidade” (Homilia 19, séc. VI).

E o dinheiro é o galardão do justo, a vida eterna que não podemos merecer por nós mesmos, mas que Deus nos promete por causa de Seu Filho Unigênito “cheio de graça e de verdade” (cf. Jo 1,14), firmando-nos, assim, na virtude da Esperança.

Enquanto, liturgicamente, ainda não chega nossa salvação, mas se relembra o pecado original, o Ofício termina, extraordinariamente, com o “Aleluia”, pois ele será calado até que cheguem as alegrias pascais.

Anúncios

Uma resposta em “DOMINGO DA SEPTUAGÉSIMA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s